terça-feira, 13 de maio de 2008

Semi-conhecidos

Uma vez me deparei com a seguinte comunidade no orkut: Pânico de semi-conhecidos . Achei engraçado e embora não funcione exatamente comigo, não sou estrela a ponto de nem querer dar atenção a uma pessoa, acho que já tiveram pânico de mim. A descrição da comunidade é a seguinte:

Pra você que quando encontra um destes seres, logo se prontifica a procurar uma chave que nunca acha na bolsa, amarrar e desamarrar os cadarços do tênis ou até mesmo entrar em uma loja que não lhe é do seu interesse.

Vizinhos, colegas e ex- colegas de classe, ex-professores, o tiozinho da locadora, da pipoca e etc, fazem parte deste quadro.

Lembrei dessa comunidade porque encontrei ontem uma menina que me fez sentir um semi-conhecido uma vez. Já peguei uma aula com ela durante um semestre, e ela é bem gatinha. E considerando que no meu curso a situação é braba, como já relatei aqui, é impossível não prestar atenção em qualquer menina acima da média.

Mas nunca falei nada com ela, a única coisa que rolou foi no máximo uma troca de olhares, que já estou acostumado, afinal sou totalmente galã né.

Encontrei ela uma vez em uma boate. Local mais ideal para ao menos cumprimentar, considerando toda a situação já exposta, não existe, pensei eu. Pelo menos na hora parecia a melhor opção, situação típica que antecede as merdas, sempre naquele exato momento, aquela atitude tal era a melhor para ocasião. Fui lá todo na humildade tentar uma aproximação. Aí que vem os fatores que me fizeram sentir um ser desagradável.

A desgraçada menina fez questão de não se demonstrar nada interessada. Se limitou apenas à respostas monossilábicas, prática que já me irrita totalmente na internet e que nunca pensei que seria vítima desta ao vivo, e a sorrisos.

No geral não sou persistente, e acho que percebo rapidamente quando estou sendo indesejável. Não prolonguei o diálogo monólogo e vazei logo. Hoje em dia a vejo com uma certa freqüência e todas as vezes, inevitavelmente, me lembro dessa situação que acabei de lhes contar. Por isso ao lembrar mais uma vez achei que merecia um post.

E vocês três leitores ? Já se sentiram indesejáveis numa situação parecida ? Sentem pânico de algum semi-conhecido ? Comentem. Os seus comentários é que nos animam a postar :). E façam o favor de dar uma divulgada no blog. Agradeço aos que já frequentam, mas às vezes é broxante escrever pensando que só eu, você e ele vão ler. Faz pensar que uma conversa no msn seria melhor.

3 comentários:

dudu disse...

rola isso direto!
iuhaiuahiuaha

mariane disse...

eu nunca sei como me comportar com sem-conhecidos. deviam lancar um livro sobre isso !

Anônimo disse...

Uma situação desta é bem comum com todo mundo. Nada mais stressante do que conhecer alguem e não lembrar o nome da pessoa ou da onde voce a conhece.. ou menos quando foi o último encontro... a situação fica muito mais prejudicada quando se trata de alguem que você ja pegou... nessas horas, eu como um belo de filho da puta, olho pro outro lado e passo reto... se ficar puta, foda-se... não vai ser a primeira nem a última.... hehehehehe